Capão Bonito, 18 de julho de 2024

Comportamento

Natural de Capão Bonito, José Roberto Leonel Barreto foi um dos maiores nomes das artes plásticas do Brasil

Comportamento

Natural de Capão Bonito, José Roberto Leonel Barreto foi um dos maiores nomes das artes plásticas do Brasil

Pouca gente sabe, mas um dos maiores artistas plásticos do Brasil, José Roberto Leonel Barreto, que faleceu em 11 de setembro deste ano, aos 76 anos, era natural de Capão Bonito.

Sua morte, inclusive, foi noticiada em um dos mais renomados veículos de comunicação nacional, o jornal “Folha de São Paulo”.

A notícia destacava a arte de Barreto, em que as telas em aquarela e guache se destacavam pelo abstracionismo geométrico.

De acordo com a “Folha”, o capão-bonitense começou a carreira estudando pintura com o artista colombiano Rodrigo Barrientos, em 1963. Mais tarde, pintou murais na Espanha e, em 1975, mudou-se para os Estados Unidos, onde permaneceu pelos oito anos seguintes.

Graduou-se em belas artes pela SVA (School of Visual Arts) de Nova York e deu aulas de desenho na Igreja Ecumênica Riverside. De volta ao Brasil, radicou-se em São Paulo, onde atuou como professor em instituições de arte e participou de exposições coletivas no país e no exterior.

Em 2012, como parte da programação da 30ª Bienal de São Paulo, com curadoria do venezuelano Luis Pérez-Oramas, realizou a performance “José Barreto: Non-idiomatic Talking” na Mobile Radio, uma estação de rádio integrada ao evento.

Sua obra faz parte de importantes acervos, como o da Pinacoteca do Estado de São Paulo e do Museu de Arte Moderna de Caracas.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Veja também