Capão Bonito, 18 de julho de 2024

Comportamento- Destaque

Músico de Capão Bonito se destaca com apresentações inspiradas em rock dos Anos 60, e por fazer covers do cantor Elvis Presley

Comportamento- Destaque

Músico de Capão Bonito se destaca com apresentações inspiradas em rock dos Anos 60, e por fazer covers do cantor Elvis Presley

Paulo Teobaldo, desde cedo esteve cercado por música, vindo de uma família de músicos, seu pai o apresentou algumas bandas de Rock, que até hoje o cantor leva para vida, com o Black Sabbath e Creedence Clearwater Revival.  Em 2009, foi membro Co-fundador de sua primeira banda, a ‘Fire Touch’ sendo baixista, e com inspirações em Ozzy Osbourne e a banda KISS.

Após alguns anos, a banda acabou, e naquele momento o músico passou a tocar com seu melhor amigo Wellington Natanael, criando o ‘The Garage’. Na banda, sendo o Vocalista, Paulo começou a descobrir sua voz por completo, com inspirações em Jhonny Cash, Elvis Presley, Creedence Clearwater Revival e The Doors, além de escreverem suas próprias músicas, misturando Country com Rock & Roll.

Infelizmente o que Paulo não esperava é que em 2022, seu melhor amigo viesse a falecer. Ele relembra que juntos tiveram noites inesquecíveis com apresentações pela cidade, e que sempre farão parte de sua história. Uma de suas lembranças é a sua relação com as músicas de Elvis Presley, que começou, quando ganhou um disco de vinil de seu amigo, e ao colocarem o disco para tocar na vitrola, cantaram juntos ouvindo as músicas do cantor, e resolveram deixar o gravador ligado. No dia seguinte ao ouvirem as gravações, perceberam que elas estavam surpreendentemente com tons de voz similares aos do cantor, e desde então passaram a tocar mais Elvis Presley em seus repertórios.

Paulo decidiu aprender a tocar guitarra e entre esse meio tempo, passou a integrar outras bandas como o Murderer Of Cross, Cavaleiros Solitários- banda essa que tocava Heavy Metal, e que foi aonde conheceu seu grande amor, que passou a ser sua maior inspiração para escrever suas músicas. O artista também foi Baixista e Vocalista da Banda ‘Alien Alice’, banda essa, que fez vários shows na cidade e região, sendo a última apresentação, na virada cultural de 2022.

O cantor conta que chegou a pensar em parar de tocar, mas passou a receber convites de amigos de outras bandas, como Smiril e Los Coveiros, e com o guitarrista Nicolas para fazer algumas participações especiais em seus shows.

“Eu não tenho tanto aprendizado profissional com música como meus pais e outros músicos, eu sempre toquei e canto de ouvido. Costumo dizer que eu sou um mero fantoche do Rock & Roll, pois eu sempre tratei a música como algo espiritual, algo que faz parte de mim. A música é o combustível para a minha vida”, afirmou o músico.

 

 

Facebook
Twitter
WhatsApp

Veja também