Capão Bonito, 18 de julho de 2024

Personagens

Capão-bonitense completa 30 anos trabalhando com artesanato

Personagens

Capão-bonitense completa 30 anos trabalhando com artesanato

“30 anos de paixão pela arte”, assim o capão-bonitense Sidney Augusto Gomes, o popular Sidão Cabelo, define todo esse tempo de profissão como artesão.

Com 46 anos de idade, Sidão começou ainda na infância a fazer os seus primeiros trabalhos com a arte, seguindo o dom da saudosa mãe, Maria Mendes Gomes, que fazia todo tipo de artesanato. “A influência para o meu trabalho começou dentro de casa, com minha mãe aprendi a fazer os primeiros artesanatos, como o macramê. Na época comecei para conseguir fazer um dinheiro e depois virou uma paixão”, contou.

Sidão afirmou que nunca fez cursos na área e que sempre foi aprendendo por meio de experiências e buscando novas técnicas com amigos. “Um exemplo disso foi a pintura em azulejos, que aprendi há quase 20 anos, com um amigo da Ilha Comprida. Na época, esse tipo de arte era novidade em Capão Bonito, ao qual fui um dos pioneiros no município”.

Atualmente, Sidão produz diversos produtos artesanais, como a própria pintura em azulejo e em telas, macramê, trabalhos em arame, alpaca, cobre, malha turca, entre outros, e destaca que as alianças em moedas são o carro chefe do negócio nos dias de hoje.

“É um trabalho delicado, faço as alianças a partir de moedas e o resultado fica muito bom. A arte é feita de diversos tipos, com pedra, quadrada, e chama bastante a atenção dos clientes pela qualidade e pelo preço acessível, bem abaixo das alianças de ouro”, acrescentou.

Com seu ateliê na própria casa, Sidão produz os seus trabalhos para vender não só em Capão Bonito, mas em diversas cidades do Brasil e do exterior. “Aos sábados, quando estou em Capão Bonito, fico na Praça Rui Barbosa, com todas as minhas artes. Mas viajo bastante também, para praia, eventos e festivais de diversos segmentos. Já levei o meu trabalho a estados como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Mato Grosso, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de países como Paraguai e Argentina”, falou.

Sidão alegou ainda que o artesanato é a sua única fonte de renda. “As vezes faço algum tipo de serviço, de forma aleatória, mas vivo quase 100% de artesanato. O mercado para esse setor nunca foi fácil, tem que gostar muito para viver de arte hoje em dia, mas o amor pela profissão faz com que fiquemos na resistência”, completou.

Contato

Para conhecer os produtos feitos por Sidão, o interessado pode procurar pelos perfis no Facebook – Sidney Agusto Gomes -, pelo Instragram – @sidaocabelo -, pelo Youtube, na página Artesanatos Sidão Cabelo, que conta com vídeos mostrando seu trabalho, passo a passo, ou ainda fazer uma visita na própria residência, localizada a Rua Vânia Aparecida Amaral, n° 90, no CDHU da Vila Maria. O telefone para contato é (15) 99664-8740.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Veja também