Capão Bonito, 18 de julho de 2024

Educação

Alunos de Capão Bonito são premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática

Educação

Alunos de Capão Bonito são premiados na Olimpíada Brasileira de Matemática

“Um orgulho para Capão Bonito e a solidificação da qualidade da rede municipal de ensino em nossa cidade”, assim pode ser definida a brilhante participação dos estudantes capão-bonitenses premiados na 12ª edição da Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP).

Duas medalhas de bronze, duas de prata e uma de ouro foram as conquistas desses alunos que elevaram o nome de Capão Bonito em um projeto de Educação em nível nacional.

Caroline Fernanda Cruz Nascimento, da escola Oscar Kurtz Camargo, e Marielle Stephani Mendes, da Faustino Cesarino Barreto, conquistaram a medalha de  bronze. Explicaram a emoção: “No geral foi difícil, com algumas questões bem superiores e em diferentes tópicos, porém, estudamos bastante e nos concentramos para alcançar esse resultado. No final, foi muito emocionante quando anunciaram os nossos nomes como medalhistas. Valeu a pena todo o esforço”, relataram.

Já os medalhistas de prata, Bryan Figueira Rodrigues, da escola municipal Faustino Cesarino Barreto, e Igor Augusto Ferraz de Carvalho, da Oscar Kurtz Camargo, elogiaram as aulas que tiveram e, principalmente, o incentivo dos professores. “Tivemos aulas especiais para essa Olimpíada e também muito incentivos dos professores. Na atualidade, precisamos de uma boa base para alcançar bons resultados e uma dica é focar naquilo que temos mais afinidade”, afirmaram.

O estudante Guilherme Rafael Nunes de Oliveira, da escola Oscar Kurtz Camargo, que conquistou o ouro, participou de uma cerimônia especial na cidade do Rio de Janeiro com a presença, inclusive, do presidente da República, Michel Temer, do secretário-executivo do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Elton Zacarias, do secretário-executivo-adjunto do Ministério da Educação, Felipe Sigollo, do diretor-geral do IMPA, Marcelo Viana e do coordenador-geral da OBMEP e diretor adjunto do IMPA, Claudio Landim.

Ele disse que sua afinidade com os números veio logo cedo e também ressaltou a importância do incentivo dos professores. “Os professores me incentivaram bastante e me apoiaram na preparação para a prova da Olimpíada. Fiquei muito feliz com essa conquista, minha família também ficou muito emocionada. Com esse resultado posso ter ainda mais certeza de que tenho capacidade para seguir a profissão que pretendo, que é ser engenheiro civil”, completou.

Facebook
Twitter
WhatsApp

Veja também